Supermercados podem funcionar até 23h no fim de semana no Piauí


 

Os supermercados poderão funcionar até às 23h durante o final de semana no estado do Piauí.


O decreto divulgado pelo Governo do Piauí no sábado (17), trouxe algumas alterações de horário de funcionamento dos estabelecimentos, entre elas, a liberação do comércio na sexta, após várias semanas com restrições, e a ampliação do horário de funcionamento dos mercados, supermercados, mercearias, mercadinhos, hipermercados e padarias, que antes, só podiam funcionar até as 20h.


Outras mudanças foram nos horários de funcionamento de shopping centers, bares e restaurantes, que agora poderão funcionar até as 22h até a sexta-feira (23), e no toque de recolher que passou a ser das 23h até as 5h.

Compartilhe:

Motocicleta roubada há mais 25 anos é recuperada em Picos



A Polícia Militar de Picos prendeu por volta das 18h20 da última terça-feira, 20, uma motocicleta que havia sido roubada há mais de 25 anos no estado do Maranhão. A recuperação aconteceu na Rua Cícero Duarte no bairro Parque de Exposição, em Picos. O veículo estava em posse de um homem identificado pelas inicias J.L.G.S.


Segundo informações do 4º Batalhão de Polícia Militar de Picos, durante patrulhamento no referido bairro, uma equipe da ROCAM realizava abordagens nas imediações da Universidade Federal do Piauí, e avistou dois homens trafegando em uma motocicleta, que ao intercepta-los observou que o transporte estava sem placa de identificação.


Desta forma, foi realizada uma verificação mais detalhada, e em seguida, constatado que se trata de uma motocicleta que havia sido roubada há mais de 25 anos. Ainda conforme informações do 4º BPM, foi verificado ainda que havia indícios que o motor do veículo pertencia a outra motocicleta, não condizendo com o chassi que ali estava.


Diante dos fatos, o condutor e a motocicleta foram conduzidos a Central de Flagrantes de Picos para adoção dos procedimentos legais.

Compartilhe:

Empresas do Piauí querem novo Pronampe para enfrentar uma possível 2ª onda


 

Com a restrição de atividades econômicas imposta mais uma vez pelo poder público devido ao aumento de casos de Covid-19 no Piauí, as empresas necessitam novamente da liberação de crédito facilitado para enfrentar a crise econômica.

 

Segundo uma pesquisa divulgada pelo Sebrae, 48% dos empresários de micro e pequenos negócios do Piauí querem linhas de crédito com condições especiais, como o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), lançado em 2020 pelo Governo Federal, justamente para combater os efeitos da primeira onda da pandemia.

 

O Pronampe permitiu ao empresário pegar até 30% do faturamento em empréstimo, com pagamento em 36 vezes e juros de até 1,25% mais taxa Selic. O programa tinha prazo de carência de oito meses. Ao todo, as três fases do programa em 2020 emprestaram R$ 37,5 bilhões a 517 mil empresários em todo o Brasil.

 

A 10ª edição da pesquisa “O impacto na pandemia nos pequenos negócios” ouviu mais de 6 mil empresários no país, sendo 55 no Piauí, entre os dias 25 de fevereiro e 1º de março de 2021. A amostra, feita em parceria com a FGV, representa 17 milhões de MEIs, micro e pequenas empresas no Brasil e 175 mil no Piauí.

 

Entre outras medidas sugeridas pelos entrevistados para auxiliar as empresas, estão extensão do auxílio emergencial (24%), o auxílio para redução e suspensão de contratos de trabalho (4%), adiamento dos impostos (10%) e moratória de dívidas (15%).

Compartilhe:

STF autoriza Piauí a importar e aplicar vacina Sputnik caso Anvisa não se manifeste

 

O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou na noite desta quinta-feira (22) que o governo do Piauí faça a importação e distribua doses da vacina russa Sputnik V, caso a  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não oficialize uma resposta à solicitação do estado até o dia 29 de abril.


O governo do Piauí e mais três estados – Maranhão, Ceará e Amapá – ingressaram com ação no STF pedindo autorização para importar doses da vacina Sputnik V.


Se a Anvisa não dê um posicionamento até a próxima quinta-feira, o Piauí estará autorizado a importar e distribuir o imunizante à população local, "sob sua exclusiva responsabilidade, desde que observadas as cautelas e recomendações do fabricante e das autoridades médicas", diz Ricardo Lewandowski na decisão.


No despacho, o ministro estabelece que a Anvisa tem um prazo de 30 dias, que começou a ser contado no dia 31 de março, para oficializar uma resposta.


A Sputinik V já é utilizada em cerca de 60 países com eficácia de 91,6%. 


O Piauí pediu autorização, em 30 de março, para importar 2 milhões 173 mil e 607 doses da vacina russa.


Os estados argumentam que a Anvisa está exigindo a apresentação de relatório técnico da avaliação da vacina já emitido pela autoridade sanitária responsável pelo registro em vários países. Entretanto, esclarecem que este relatório só poderia ser exigido no caso de vacinas autorizadas para uso emergencial, e não para vacinas já registradas por autoridades sanitárias estrangeiras.


O Laboratório União Química entrou com pedido de autorização para uso emergencial da vacina em 26 de março, mas a Anvisa faz uma série de exigências. 


As doses fazem parte da compra feita pelo Consórcio Nordeste que adquiriu 37 milhões da Sputnik, mas precisa do aval da Anvisa.


O procurador geral do estado, Plínio Clerton, informou ao portal Cidadeverde.com que o estado se baseou também na lei que autoriza estados e municípios a comparem vacina, em caso de deficiência do Plano Nacional de Imunização.


Compartilhe:

Piauí recebe 47 mil doses para vacinação contra a Covid-19 nesta sexta

 

O estado do Piauí vai receber, do Ministério da Saúde, 47.300 doses de vacinas contra a Covid-19. Os imunizantes fazem parte do 13º lote, onde estarão disponíveis 8.800 doses das vacinas Sinovac/Butantan e 38.500 das vacinas AstraZeneca/Fiocruz.


As doses de AstraZeneca/Fiocruz contemplarão 26% do público de 60 a 64 anos. Os imunizantes chegam ao Piauí, nesta sexta-feira (23), ao meio dia. “Mais uma faixa etária que está sendo contemplada com essa nova remessa, desta vez vamos poder possibilitar a continuidade da vacinação do grupo de 60 a 64 anos, de acordo com o cronograma de cada município”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.


Já as vacinas Sinovac/Butantan serão destinadas para as segundas doses de 6% das forças de segurança e salvamento (405 doses), também para 22% do publico de 65 a 69 anos (5.887 doses), que estão na pauta 12B e mais 6% do grupo das forças de segurança e salvamento (405 doses), além de 1,26% dos idosos de 65 a 69 anos (1.306 doses), estes estavam contemplados na pauta 11B.


As vacinas CoronaVac, do Instituto Butantan, também serão destinadas para as primeiras doses de 0,2% do público das forças de segurança e salvamento (11 doses).


“As doses destinadas na décima terceira remessa são em sua maioria para o inicio dos idosos de 60 a 64 anos e segunda doses de força policiais e grupos de 65 a 69 anos. Lembramos à população sobre a importância de tomar a segunda dose, para completar o ciclo de imunização, pois já foi comprovado em estudos que a imunidade só é efetiva após a segunda aplicação. Por isso fiquem atentos às datas de retorno no seu cartão de vacinação e ao calendário de seu município”, lembra a diretora de Vigilância em Saúde da Sesapi, Cristiane Moura Fé.


De acordo com os dados do Vacinômetro, da Secretaria de Estado da Saúde, 374.315 pessoas já tomaram as primeiras doses e 135.548 tomaram as segundas doses e completaram o ciclo de imunização.


Compartilhe:

Detentos piauienses conseguem aprovação no Enem


 A Secretaria de Estado da Justiça divulgou, nesta quinta-feira (22), o número de detentos aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade, o Enem PPL 2020. Dos 475 reeducandos que realizaram a prova, 184 obtiveram médias necessárias para disputar vagas nas instituições de ensino médio e privado. Deste número, 5 foram aprovados em cursos como Engenharia Agrônoma, Ciências Sociais, Letras Português e Licenciatura em Física.


A coordenadora de ensino da Sejus, Jussyara Valente, explica que, em razão da pandemia da Covid-19, os reeducandos se prepararam através de revisões e atividades de forma remota. “Ofertamos todos os materiais necessários para que eles pudessem concorrer a essas vagas e não saírem prejudicados. Estamos muito felizes com o resultado. Mesmo diante de todo o cenário da pandemia, conseguimos fazer com que o exame acontecesse. Tivemos o maior número de inscrição, uma participação maior dos reeducandos e tivemos 5 aprovações em cursos bastante concorridos, inclusive, conseguimos aprovações em 2° e 3° lugar na Uespi”, disse.


A coordenadora ressalta que a prova do Enem PPL possui um grau de dificuldade semelhante ao do Enem Regular, e é uma oportunidade para os internos se inserirem no ensino superior. “Hoje, vemos que aumentou o interesse das pessoas privadas de liberdade em participar do Exame, não só em busca da remição de pena, mas, também, com objetivo de voltar a conquistar o seu espaço aqui fora, tendo consciência que, através da educação, as oportunidades irão surgir. Foi um resultado positivo em meio a tantos problemas, mas seguimos avançando. Acreditamos que o muro e as grades não são empecilhos para que a educação chegue até as pessoas privadas de liberdade”, finalizou.

Compartilhe:

Piauí registra 1.179 novos casos e 28 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

 

O Piauí registrou 1.179 casos confirmados e 28 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta quinta-feira (22).


Dos 1.179 casos confirmados da doença, 647 são mulheres e 532 são homens, com idades que variam de um a 101 anos.


Dez mulheres e dezoito homens foram vítimas da Covid-19. Elas eram naturais de Cocal de Telha (87 anos), Luís Correia (68 anos), Parnaíba (60 anos), Piripiri (85 anos), Teresina (30,45, 62, 77 e 88 anos) e Uruçuí (68 anos). Os do sexo masculino eram de Anísio de Abreu (53 anos), Beneditinos (37 anos), Elesbão Veloso (72 anos), Juazeiro do Piauí (48 anos), Parnaíba (38 e 74 anos), Passagem Franca do Piauí (78 anos), Pedro II (85 anos), Rio Grande do Piauí (76 anos), Piripiri (61 e 76 anos), Teresina (38, 47, 55, 61, 66 e 71 anos) e Várzea Branca (89 anos). Onze vítimas não possuíam doenças preexistentes.


Os casos confirmados no estado somam 233.228 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 4.886 e foram registrados em 219 municípios.


Compartilhe: